Skip to content

Caim – José Saramago

21/07/2011

Caim - José SaramagoÉ um desafio para qualquer escritor recontar uma história há muito conhecida; uma história que já corroborou-se com o passar do tempo e se enraizou no imaginário popular; uma história que parece ter todos os seus detalhes esmiuçados e conhecidos. Esse desafio só é bem executado por grandes escritores. Escritores que dominam sua inventividade e sua escrita. Um escritor do naipe de José Saramago.

Saramago aceitou o desafio de reescrever a trajetória ignominiosa de Caim, o assassino de Abel, seu irmão. O livro se inicia com Adão e Eva (ou na grafia de Saramago “adão e eva”) no perfeito, e tedioso, Jardim do Éden do qual são expulsos depois de cometerem o primeiro pecado. Eles descobrem que não foram os primeiros humanos a serem criados e que são uma espécie de experiência feita por deus. Eva seduz o anjo que ficou incumbido de proteger a entrada do Éden, Azael, para poder conseguir ter o que comer e obter informações para conseguirem se unir ao grupo dos outros humanos. Azael apalpa seus seios e dar as informações. Unindo-se ao grupo de peregrinos, Adão e Eva constroem uma família com o nascimento de Caim e Abel. Dois amigos, os irmãos possuem uma forte relação, até o fatídico dia do sacrifício. Abel, homem do campo, sacrifica um cordeiro imaculado, enquanto o agricultor Caim dedica, com o mesmo ar de devoção, as melhores frutas de suas plantações. Dos dois sacrifícios, apenas um é aceito: o de Abel, que zomba de seu irmão, que num ataque de fúria mata-o com uma queixada de bode. Começa a saga de Caim. Deus aparece e acusa Caim de assassinato. Mas com argumentos desconcertantes, Caim prova que deus também tem uma grande parcela de culpa na morte de Abel. Por causa dessa dupla culpa, fazem então um trato: Caim não poderá ser morto por ninguém e deve seguir errante pela vida.

Trabalhando com a ideia de que não existe nem o passado, nem o futuro, Saramago faz Caim peregrinar por entre as mais diversas narrativas bíblicas, como a da Torre de Babel, a de Abraão e seu filho Isaque, a de Ló e suas incestuosas filhas, Jó e suas perdas, Noé e sua arca e outras. Em todas elas, Caim tem a incômoda função de questionador dos desígnios divinos. Caim odeia deus.

Usando ironia e um humor inteligentíssimo e refinado, Saramago escreve um livro blasfemo, herético e profano. Ele explora as lacunas existentes nos relatos bíblicos, revelando um deus mesquinho, sovina, invejoso, traiçoeiro, impulsivo e assassino existente no antigo testamento. Com um domínio espantoso de sua língua mãe, Saramago nos põem numa perspectiva incomum. O escritor lusitano narra uma história fantástica, com um tempo não-linear, profundamente psicológica com um controle de mestre. Grafando o nome das personagens e de deus com as iniciais minúsculas, o autor colocar deus no mesmo patamar dos humanos, sujeito as mesmas falhas, como é mostrada em todo o enredo do livro.

“Caim” é um livro abusado; um livro para deixar os leitores puritanos e religiosos ruborizados de vergonha e espumando de raiva, e os leitores céticos regozijantes de  prazer.

2 comentários leave one →
  1. MiguelConraado permalink
    21/07/2011 18:30

    a humanidade tem uma sede incessante para provocar ódio uns aos outros. céticos, “ateus”, todos tem um prazer em cutucar na ferida mais dolorida do “outro” grupo de pessoas que não compartilham suas falta de crenças e venerações.

  2. 09/01/2015 10:21

    Eu li esse livro há muito tempo, mas li com a inexperiência de uma leitora jovem, que admirada pela narrativa, começa a correr… para logo chegar ao final. Sem degustar cada palavra, cada trecho… Saramago é genial, sinto-me um pouco culpada por não ter lido mais livros dele. Preciso fazê-lo logo! Mas antes, depois dessa sua ótima resenha, estou decidida a reler Caim…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: