Skip to content

Fora de Órbita – Woody Allen

11/11/2011

Quem já assistiu “Noivo nervoso, Noiva Neurótica”, “Crime e Pecados”, “Meia-Noite em Paris”, seu mais novo filme, conhece o talento de Woody Allen como cineasta (claro que com alguns deslizes, ninguém é perfeito) e sabe do seu peculiar humor, às vezes negro, às vezes judeu demais. Todavia, um humor sempre bem medido, dadas em doses calmas e bem concentradas. Um humorista  de mão cheia. Contudo, o talento de Allen não se restringe apenas ao cinema, ele é um ótimo escritor. E pude comprovar isso no primeiro livro seu que li, o “Fora de Órbita”.

Este livro é uma antologia de contos de humor que Allen escreveu para alguns periódicos, na forma de crônicas baseando-se em notícias reais, que são apresentadas no começo de cada histórias, ou em contos que provieram de sua fértil imaginação caótica. Mas não importa a origem, as historinhas de Woody Allen são cativantes e, de uma maneira estranha, deslumbrantes. As figuras que nos são apresentadas causam-nos verdadeiros choques mentais: imagine um casal de ricaços sendo ridiculamente ludibriados na reforma de uma casa, um escritor que julga-se genial sendo tapeado por um produtor de cinema, uma babá que está, supostamente, escrevendo um livro difamando seus patrões, um religioso que leiloa pedidos aos céus e que está a procura de um redator de orações, um psiquiatra que aceita como pagamento de seu paciente compositor canções na esperança de que elas lhe valham uma fortuna no futuro. As histórias são insólitas, e todas engraçadas, onde Woody Allen nos apresenta ao um universo que está em colapso, cheio de estupidez e futilidade, mas não que não deixa de ser engraçado por isso. A criatividade do escritor parece não ter limites, suas histórias tratam dos mais diversos temas: seja na procura de uma trufa de valor astronômico ou as preocupações que lhe brotam devido os problemas da física quântica. O referencial intelectual no qual Woody Allen abebera-se é vasto. Em todos os contos existem referências a alta gastronomia, literatura, artes, pintura, filosofia e, claro, cinema; a história intitulada “Assim comia Zaratustra” foi um verdadeiro tratado gastro-filosófico, falando de Filosofia através da comida. Algumas referências vêm escondidas e podem passar despercebidas, mas quase todas estão lá escancaradas só esperando para serem compreendidas dando um sabor mais gostoso à piada. Mas o leitor não precisa se acanhar. Se alguma referência literária, cinematográfica, gastronômica, lhe passar batido, a piada não vai perder a graça por isso, continuará engraçada. Todavia quem capta o referencial vai achar duplamente engraçado. Isso é um detalhe formidável: mirar em dois públicos com intelectualidades distintas e acertar nos dois. Seria ótimo se os contistas brasileiros aprendessem isso. Esse tipo de contista encontra-se em escassez por nossas letras atualmente.

A escrita de Allen é esplendidamente concebida para o seu humor. Ele vai colocando as piadas no meio do enredo como se não fossem piadas, como se fossem algo sério para se tratar. A piada com ele é coisa séria. Ele não exagera no tom para que a piada seja percebida, quem tem que perceber a piada é o leitor. Ele não se dá ao trabalho, propositalmente, de apontar a piada e dizer “esse trecho é para rir”. O tom às vezes sérios com que Woody Allen trata de temas tão estúpidos e bobos, é que faz dele um humorista fantástico e genial. Ele tira graça de onde parece não ter: do ridículo, do esdrúxulo, do bobo, tudo isso com um estilo narrativo saboroso, calmo, comedido, e tranquilo e de uma ironia cortante. A desconfiança de Allen com a vida, tão bem retratada em seus filmes, aparece mais uma vez nesse livro, só que dessa vez transvertido de um humor cáustico.

Descobrir esse Woody Allen escritor me foi uma gratíssima surpresa, e já lhe ambicioso a leitura de outros livros, esperando que todos tenham a mesma qualidade desse.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: