Skip to content

Os Afetos – Rodrigo Hasbún

05/09/2016

CORPOosafetos“Não é certo que a memória seja um lugar seguro. Nela também as coisas se desfiguram e se perdem.”, afirma um dos narradores do boliviano Rodrigo Hasbún no seu elogiado Os Afetos. Pode ser que essa seja a premissa e o resumo do curto romance de Hasbún. Os Afetos, apesar de suas poucas páginas – apenas 125 -, alonga-se ao contar a história de cinco décadas da família Ertl.

Narrador múltiplas vozes, o que pode causar um desnorteio no leitor que seja levemente relapso,  livro de Hasbún é direto. São 50 anos em pouco mais de 100 páginas. O enredo inicia-se com a chegada da família Ertl na Bolívia, pós derrocada da Alemanha na Segunda Guerra Mundial. Nesse exílio voluntário, a família encontra-se com os desafios que um país totalmente avesso ao seu de origem, na América Latina, pode trazer: da língua aos hábitos. Familiarizados com a típica frieza alemã, o calor e alegria dos latino-americanos causa um estranhamento inicial. Contudo, a família não congela-se geograficamente. Capitaneada pelo patriarca, Hans, que foi cinegrafista da famosa cineasta alemã Leni Riefenstahl, a família embarca numa expedição à procura da cidade inca de Paitití – uma espécie de Machu Picchu não descoberta – no seio da floresta Amazônica. Essa é a experiência formuladora do caráter de todos os membros da família, que capítulos mais a frente, apossam-se da narrativa do romance.

Com o desconhecido pela frente e os desafios que uma empreitada como descobrir uma nova cidade inca no meio do nada, a aventura que a família Ertl empreende causa fortes marcas na personalidade de todos. É nessa expedição que as filhas de Hans, ainda adolescentes, aprendem sobre o que significa estar constantemente à beira do novo; ganham terreno no universo das pequenas paixões amorosas e são profundamente contagiadas, cada uma a sua maneira, pelo inconformista caráter paterno.

É a partir daí que o romance ganha novos contornos, com os diferentes narradores que relatam as inúmeras mutações que a família transpassa no decorrer da metade de um século. Nessa polifônica narrativa, Hasbún apresenta como background do romance, as convulsões que América Latina estava passando na década de 1960. Alguns dos elementos do enredo guardam características autobiográficas. O que o boliviano explora na sua trama é fortemente o poder das escolhas e das consequências que elas podem ter em diversos campos, sejam os políticos ou os sentimentais. Tudo perpassado pelo espectro da memória, pois parte do livro é narrado em retrospecto. Rodrigo Hasbún conta sua história à margem de recursos ideológicos; o seu foco está nas personagens e suas vivências, e como elas refletem sobre isso.

Não se pode afirmar que a trama de Hasbún seja um grande e portentoso emaranhado narrativo. A curta redação do romance que para o leitor médio pode ser uma vantagem, para o enredo revela-se um engodo. O que permite afirmar que o livro do premiado escritor boliviano é um bom romance em potência. A escrita é leve, serena, calma. Mesmo curto, as linhas não se dão de forma apressada. É o fluxo da memória, porém reduzida. A impressão de velocidade que o pode passar ao leitor fica a cargo da sua pequena extensão, afinal ele pode ser lido em poucos minutos. Contudo, a capacidade de Hasbún de manter-se fiel às vozes que criou, sem permitir que elas se atropelem no decorrer do percurso de leitura, é um recurso que diz muito a favor do livro.

Elogiadíssimo no seu lançamento, Os Afetos ­– que saiu no Brasil pela Intrínseca com tradução de José Geraldo Couto – é um romance delicado, que diz muito sobre os riscos de se confiar nas memórias, esse campo tido como seguro, mas que guarda diversas armadilhas no meio do caminho.

 

 

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: