O Capital no Século XXI – [Diário de Leitura #1]

ROEDORdiário

Publicado no Brasil no final do ano passado, o livro “O Capital do Século XXI” (Intrínseca, 2014. Tradução de Monica Baumgarten de Bolle) do economista francês Thomas Piketty causou um comportamento estranho no mercado editorial brasileiro: em 10 dias vendeu mais de 50 mil exemplares. Um comportamento estranho para um livro com a extensão que ele tem – são mais de 600 páginas. Mais estranho ainda são esses números quando sabemos que se trata não de um livro de uma saga épica, bem nos moldes atuais, mas sim de um tratado de Economia Histórica que fala sobre distribuição de renda. Porém, não foi o estardalhaço em número de vendas que me chamou a atenção, mas o cárater do estudo de Piketty e seus colaboradores: abordar a dinâmica histórica do acúmulo e distribuição do capital calcado em vasta e ampla carga de dados e estatísticas, com uma expressiva amostragem de contextos e cenários – são mais de 20 países incluídos em sua pesquisa. E tudo isso com traduzidos de forma didática e nada ideologizada. Um feito monumental, que lhe valeu a alcunha de “Marx do século XXI”. Menos, menos. Continuar a ler

Anúncios