100 anos de literatura holandesa: uma entrevista com Daniel Dago

A literatura holandesa ainda tem pouca guarida em terras brasileiras. É uma língua com poucos tradutores, e com autores que raramente são traduzidos em qualquer idioma. Expandir os horizontes de alcance da literatura produzida na terra dos batavos tem se configurado num desafio hercúleo. Desafio esse que o tradutor Daniel Dago assumiu como missão de vida. O tradutor lança agora, pela Zouk, a edição de Contos Holandeses (1839-1939) que introduz diversos nomes fundamentais da literatura da Holanda aos leitores brasileiros.

Dago conversou com o blog um pouco sobre o processo de produção da antologia, sobre os ossos do seu ofício, seus projetos futuros, mercado do livro no Brasil e dos colegas de trabalho que admira. Confira a entrevista: Continuar a ler